Abril - 26 - Sexta

Porque não temos aqui cidade permanente, mas buscamos a futura.
Hebreus 13:14

ONDE ESTÁ O TEU CORAÇÃO?

  Um escritor do fim do século XVIII e do início do século XIX, cujas obras estão, na maior parte, esquecidas, nos conta uma história de um cavaleiro que não poupou tempo nem dinheiro para mobiliar seu magnífico castelo.

  Um dia, um peregrino veio até o portão do castelo e pediu hospedagem por uma noite. O cavaleiro negou o pedido com as seguintes palavras: “Este castelo não é um hotel”.

  O peregrino então respondeu: “Permita-me fazer três perguntas, e então partirei”. — “Vai em frente”, respondeu o cavaleiro.

  Então o peregrino começou: “Quem vivia nesse castelo antes de você?” — “Meu pai”, replicou o cavaleiro. “E quem vivia aqui antes do seu pai?”— “Meu avô”. “E quem viverá aqui depois de você?” — “Meu filho, se for a vontade de Deus”, disse o cavaleiro.

  “Bem”, continuou o peregrino, “se cada um vive nesse castelo apenas por um período, e então abre espaço para outro, não são todos vocês apenas convidados aqui? Esse castelo é, de fato, um hotel. Então não se dê muito ao trabalho e à despesa para transformá-lo num lugar luxuoso; você ficará apenas algum tempo nele. Em vez disso, procure edificar uma habitação permanente no céu.”

  “Não ajunteis tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem tudo consomem, e onde os ladrões minam e roubam; mas ajuntai tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem consomem, e onde os ladrões não minam nem roubam. Porque onde estiver o vosso tesouro, ali estará também o vosso coração” (Mateus 6:19-21).